Negócios

Infoprodutos Low Cost: O passo a passo para criar produtos digitais de baixo custo

Jackson Oliveira
Escrito por Jackson Oliveira
Infoprodutos Low Cost: O passo a passo para criar produtos digitais de baixo custo
Baixe o meu livro digital gratuita e descubra:

Baixe Agora o Guia Digital que revela os 3 Passos Para Você Criar Negócios Digitais de Renda Passiva

Você provavelmente sabe o poder dos infoprodutos não é mesmo? Mas você sabe que existe uma categoria quase que secreta de infoprodutos low cost que poucos aqui e que é um enorme sucesso nos EUA? Pois bem, se ainda não conhece, vai conhecer a partir de agora e eu vou falar para você cada um dos itens dessa estratégia.

Bom, antes de começar a explicar a estratégia, eu quero lhe explicar o que é low cost que caso ainda não saiba ou não tenha conhecimento suficiente, low cost é um termo em inglês usado por companhias áreas que significa baixo custo, ou seja, ter uma empresa de baixo custo. Em um exemplo simples é o seguinte, uma companhia low cost é aquela que implementa funções e itens que podem baratear o seu custo operacional e com isso ter o máximo de lucro, mesmo que o produto oferecido seja considerado barato. No mercado da aviação, um exemplo de companhia área low cost é a GOL que oferece voos baratos e serviços padronizados.

A padronização de seus serviços e a busca constante em reduzir os custos faz com que ela consiga ter passagens áreas mais baratas e mesmo assim obter bons lucros.

Resumidamente, low cost nada mais é do que um processo onde buscamos oferecer soluções baratas gastando o menor possível e lucrando o máximo que puder. É complicado entender essa matemática mas no decorrer deste artigo você vai entender um pouco mais sobre isso.

E agora que você entendeu o que é low cost, eu quero lhe ensinar como criar um negócio de renda passiva criando uma infoprodutora de conteúdo low cost, o que é extremamente lucrativo e que pode ser gerenciado apenas por uma única pessoa, ou melhor, apenas por você.

O que uma infoprodutora Low Cost faz?

Uma infoprodutora low cost faz apenas uma única coisa: Resolver problemas de pessoas através de e-books que são baratos de serem produzidos e podem ser vendidos em grande escala ou por um grande período de tempo.

Para você entender de forma prática é simples, a função de uma infoprodutora é ser uma empresa que cria e-books que resolvem problemas e comercializar eles através dos meios digitais que podem ser fontes de tráfego pagas, blogs, redes sociais ou como acreditar ser boas.

Se a gente fosse resumir tudo isso é simples, uma infoprodutora low cost simplesmente cria produtos usando itens de baixo custo e vende eles a um valor baixo, normalmente abaixo de R$ 100 reais para o máximo de pessoas possíveis para que assim tenha o maior lucro que der enquanto o produto puder ser vendido.

Eu sei que tudo isso de baixo custo, alto lucro, etc pode estar confuso mas eu vou te explicar de uma maneira simples. Hoje uma empresa focada em infoprodutos investe algo em torno de R$ 5 a R$ 10 mil reais para criar um produto digital, colocar no mercado e tentar vender, isso é claro, estamos falando de um produto razoavelmente bom e sem falar dos custos de tráfego e outros custos adicionais que podemos acrescentar na conta, fazendo com que um simples produto custe até R$ 15 mil reais porém de outro lado, criando produtos de low cost podemos reduzir este valor para no máximo R$ 1 mil reais, ou seja, 15x a menos que um normal.

Além destes valores de criação, você tem que entender outra coisa, uma produtora comum cria produtos que podem ser vendidos facilmente por até R$ 1 mil reais, porém que exige suporte, manutenção, atualização e outros itens que normalmente dificulta o processo e já uma infoprodutora low cost pode focar em produtos de R$ 97 reais que não irá exigir de você suporte, manutenção ou algo do tipo e como consequência irá gerar uma excelente forma de renda passiva que é algo que vamos explorar mais adiante.

Está entendendo até aqui? Se não, vou explicar de uma forma mais direta. Criar uma infoprodutora low cost significa que você vai criar produtos digitais baratos que são vendidos quase que em automático e que não exigem um grande trabalho de pós venda, criando assim ativos digitais que geram renda passiva sem grande estresse ou trabalho.

O que precisa para criar uma infoprodutora?

Criar uma infoprodutora não é algo complicado e muito menos confuso, na verdade é relativamente simples e você irá precisar de alguns itens apenas, sendo eles:

  • Nicho: A primeira coisa é definir em qual nicho que  irá trabalhar, lembrando que nicho não é emagrecimento ou algo do tipo, mas sim é criar produtos de saúde, relacionamento, dinheiro e similares.
  • Nome de infoprodutora: O nome da infoprodutora servirá para garantir que você vai passar uma maior credibilidade para os seus clientes.
  • Uma plataforma de vendas: Você precisa de uma plataforma para receber os seus pagamentos, entregar os seus e-books e similares e para isso a TratsPay é a melhor de todas

E além destes itens ainda existem outros que você vai precisar ter, porém os 3 acima são os principais, inclusive eu cito nicho antes de nome de produtora pois é preciso primeiro identificar qual nicho você vai trabalhar para depois pensar em um nome para a sua infoprodutora low cost.

No decorrer dos demais passos você vai entender e ver outros itens que será necessário possuir mas estes primeiros serão os mais importantes.

Então vamos lá.

Passo 1 – Planejando a sua empresa

O primeiro passo para você criar a sua infoprodutora low cost é planejar ela, para isso vou deixar em aberto algumas perguntas que você irá precisar responder.

  •  Em qual nicho irei atuar?: Essa é a primeira pergunta que preciso que você faça, em qual nicho irá atuar? Qual o que mais estou apto a criar um conteúdo?
  • Qual será o nome de minha empresa?: Defina um nome prático, fácil de ser lembrado e se possível curto, isso irá ajudar muito nas questões de branding. O nome usamos para aumentar as vendas de um cliente, se ele compra o produto X feito por você e ele for bom, você poderá vender o Y para o mesmo cliente e como consequência aumentar os seus lucros.
  • Que tipo de produto irei desenvolver?: E-books, mini treinamentos, etc. Defina qual será o modelo ideal para você, eu recomendo e-books, são práticos de fazer, simples e vendem a longo prazo. Exceto se o teu conteúdo for mais denso ou envolver um conteúdo mais técnico, neste caso recomendo conteúdo em vídeo, cursos de até 25 aulas por exemplo.
  • Qual será a minha fonte de tráfego principal? Defina como irá vender os seus produtos, se é via Google Ads, Face Ads, Taboola, Grupos no Face, etc.

Após responder cada um destes itens é hora de partir para o próximo passo.

Passo 2 – Entendendo sobre produtos digitais low cost

Eu já falei sobre produtos digitais em um outro artigo onde ensino como criar um produto digital, porém neste quero explicar alguns conceitos adicionais sobre infoproduto low cost.

Em primeiro lugar você precisa saber que um infoproduto low cost precisa ser barato de ser produzido, ou seja, de baixo custo. Em meus produtos, eu invisto apenas nos itens:

– Design de página de vendas
– Vídeo de Venndas
– Domínio para o site [www..] – Imagens para remarketing
– O conteúdo do e-book em si.

E todos estes itens não deve ultrapassar o valor de R$ 1 mil, inclusive você pode encontrar profissionais que fazem todo o trabalho acima na Workana ou algum site de freelancer similar, porém o ideal é que tenha uma equipe que faça isso, ou melhor, sócios.

Na hora de criar o seu produto digital, seja ele e-book ou treinamento em vídeo, lembre-se que ele deve ser da seguinte maneira:

  • Rápido de ser lido ou consumido
  • Resolver um único problema
  • Possuir 3 bônus simples que resolvam problemas adicionais do seu possível cliente

Nos meus produtos, a grande maioria deles possui algo em torno de 35 páginas no máximo e 3 bônus com uma média de 15 páginas, ou seja, são rápidos de serem lidos, consumidos e o melhor, sempre comercializados a valores de R$ 67 até R$ 97 reais apenas.

O foco em serem produtos rápidos de serem consumidos e baratos é para evitar algo que com certeza é a pior parte de um produto digital que é o suporte de clientes.

Criando produtos rápidos de serem consumidos e a baixo custo, as possibilidades de precisar oferecer suporte são quase mínima, então não terá grandes estresses em relação a isso.

Partindo disso, podemos avançar para o próximo passo.

Passo 3 – Como criar um produto digital de low cost?

Criar um produto digital de baixo custo não é uma tarefa de outro mundo, pelo contrário, é algo relativamente simples e você irá precisar primeiramente definir o seu nicho de mercado.

Para encontrar bons nichos você pode usar ferramentas como o UberSugest, Planejador de Palavras Chaves do Google, Ahrefs ou alguma similar, não existe ferramenta perfeita.

Os nichos que mais vendem é sem sombra de dúvida, os de saúde, que inclui produtos de emagrecimento, beleza, etc, os de relacionamento que inclui conquistas, reatar relacionamentos, etc e ganhar dinheiro, afinal todos querem ganhar dinheiro não é mesmo?

Dentro destes nichos existem outros milhares de subnichos que é possível trabalhar.

Eu não vou explicar aqui como encontrar um bom nicho de mercado, pois isso é um assunto para outro artigo  mas lembre-se que um bom nicho é aquele que o público já está acostumado a gastar dinheiro com ele.

Após encontrar o seu nicho, comece criando o seu e-book que pode ser feito em qualquer editor de texto.

Com o e-book escrito, prepare mais 3 bônus de conteúdo e depois disso, crie os elementos adicionais que são as páginas de vendas com o vídeo de vendas, ainda recomendo que leia o artigo “Como criar um produto digital” que mostro mais detalhadamente este processo.

Depois de tudo isso pronto, é hora de partir para o próximo passo.

Passo 4 – Vender um Produto Low Cost em piloto automático

Após criar o seu produto digital é hora de vender ele e sem sombra de dúvidas um dos melhores lugares é o Google Ads, onde você simplesmente você pode criar uma campanha de anúncios para a rede de pesquisa,, ou seja, faz o seu anúncio aparecer para quem busca sobre o seu produto no Google, veja um exemplo da imagem abaixo:

 

Na imagem acima é mostrado o volume médio de pesquisas para a palavra chave “Como cuidar de orquideas”, um valor razoavelmente interessante até e caso você crie um produto que resolva o problema deste público alvo e anuncie no Google para a rede de pesquisa pode ter a chance de vender para uma média de 33 mil pessoas ao mês, um volume razoavelmente interessante.

Anunciar no Google Ads não é uma tarefa difícil e inclusive foi assunto em um outro post que você pode acessar clicando aqui..

Além de anunciar no Google, você também pode utilizar outras fontes de tráfego, como o Youtube, Bing Ads, UOL Ads e similares para criar os seus anúncios e como consequência conseguir realizar vendas.

Independente da fonte de tráfego que utilize,, o principal dela é que permita uma análise de métricas com detalhes e principalmente sejam fáceis de escalar e na minha opinião o Google é o melhor neste item e graças a isso chego a rodar até 45 campanhas para produtos diferentes ao mesmo tempo.

Após começar a anunciar é hora de ver as vendas acontecerem e ganhar dinheiro.

Checklist Final para se tornar um Infoprodutor Low Cost

Após ver todo este artigo, chegou a hora de revisar o que falamos e criar o nosso checklist para criar um infoproduto low cost ou uma agência deles.

Então vamos a ele.

Conteúdo Pay Per Shareimage/svg+xml
Bloqueamos uma pequena parte do artigo que oferece um conteúdo adicional. Para liberar este conteúdo basta que você simplesmente clique em 'Share" e compartilhe este post em seu Facebook.

E claro se você achou tudo isso complicado demais, não se preocupe, eu mostro na prática no Formula do Produtor como criar uma agência de produtos low cost.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php